Dicas - IDEA

  • 1- Idea 1.4 Fire Compressor DENSO scroll
  • 2- compressor SCROLL com vazamento FIRE 1.4
  • 3- Idea 1.6 1.8 compressor DELPHI CVC
  • 4- Idea 1.6 1.8 compressor DELPHI CVC.jpg
  • 5- trasndutor de pressão IDEA FIRE
  • 6- IDEA FIRE Filtro Anti Pólen
  • 7- IDEA FIRE Filtro Anti Pólen
  • 8- IDEA FIRE sensor de temperatura do evaporador - anticongelamento
  • 9- Idea caixa evaporadora - sem o painel
  • 10- Idea caixa evaporadora - sem o painel
  • 11- Radiador de ar quente Palio Fire 2001 (19)

 

FIAT IDEA, Sistema de ar condicionado

 Características do sistema de ar condicionado do FIAT IDEA.

 

O FIAT IDEA tem basicamente o sistema de ar condicionado do Palio.

Na motorização FIRE 1.4, o compressor é um DENSO rotativo “SCROLL”, de fluxo fixo e 80 cm³, caracterizados pelo alto desempenho e baixa cilindrada, o que acarreta menor consumo de combustível no sistema (“pesa” menos no motor).

Neste caso, é necessário um sensor anticongelamento no evaporador, para desligar o compressor sempre que o evaporador estiver prestes a congelar.

A carga de fluido refrigerante fica em torno de 380g e utilizam cerca de 150 ml de óleo PAG 46.

 

Nas motorizações 1.6 e 1.8, o compressor é o DELPHI CVC variável, de 6 cilindros e 125 cm³.

A carga de fluido refrigerante fica em torno de 400g nos motores etorq e cerca de 600g nos antigos motores 1.8, utilizam cerca de 150 ml de óleo PAG 46.

Por ter um compressor de cilindrada variável, não necessita sensor anticongelamento no evaporador. O sistema trabalha com válvula de expansão e o filtro secador fica instalado dentro do condensador, na forma de cartucho. No caso de troca do compressor por desgaste, o sistema deve ser limpo com R141b “flush” e é recomendada a troca do condensador completo e não trocar apenas o cartucho filtrante.

 

Os compressores CVC DELPHI dos motores 1.8. e etorq costumam apresentar vazamentos. Na troca do Lip Seal (selo) recomenda-se a troca do rolamento da polia do compressor, aproveitando a mesma mão de obra, pois o óleo que vaza pelo eixo do virabrequim do compressor atinge e invade o rolamento, diluindo sua graxa e afetando sua durabilidade.

 

O rolamento da polia do compressor RUIDOSO pode causar aquecimento e afetar (diminuir) resistência da bobina do compressor. O conjunto de polia embreagem eletromagnética para o acoplamento, sofre desgaste e com o tempo essas superfícies vão se distanciando, a medida de afastamento recomendada é cerca de 0,5mm entre elas.

A bobina destes compressores tem polaridade, pois possuem um diodo e não devem ser ligados com polaridade invertida.

 

Se o compressor estiver com ruído interno, oriundo do desgaste das partes móveis, recomenda-se a troca do mesmo (incluindo o filtro secador, condensador – se o filtro secador for com cartucho e com tampa soldada, compressor novo e limpeza “FLUSH” interna da tubulação).

 

 As válvulas de serviço das linhas de alta e baixa são de fácil acesso.

 

O sistema de ar condicionado possui válvula de expansão, com seu acesso pelo lado de fora do painel, mas esta peça raramente apresenta problemas.

 

O sistema possui um transdutor de pressão (vulgarmente chamado de pressostato) na linha de alta na saída do filtro secador o filtro secador (motores 1.4) e nos motores 1.6 e 1.8 na linha de liquido na saída do condensador, que informa o módulo de injeção a pressão do fluido refrigerante nesta linha. Em caso de pressões muito altas ou ausência de pressão, o módulo desabilita o compressor por segurança (o transdutor NÃO MEDE a quantidade de fluido refrigerante no sistema). Este transdutor também informa ao módulo de injeção as pressões para ligar a 1ª e a 2ª velocidades do eletroventilador do condensador.

 

 

O eletroventilador é colocado atrás do radiador, ele possui duas velocidades, a 1ª velocidade liga quando a pressão do fluido refrigerante atinge cerca de 16 bar passando por um resistor. Este resistor pode apresentar problemas de queima do fusível térmico ou derretimento dos seus terminais. É um detalhe que passa despercebido por muitos reparadores. É de fácil diagnose e manutenção e afeta muito o desempenho do sistema.

 

A 2ª velocidade é acionada pelo aumento de pressão na linha de alta, por volta dos 20bar. O transdutor percebe esta pressão e informa o módulo de injeção. Isso ocorre para manter o fluido refrigerante numa faixa de pressão e temperatura que facilite a condensação (mudança de estado de vapor quente para líquido “morno”).

Caso a pressão na linha de alta fique muito elevada, por volta dos 28bar, o transdutor de pressão desarma o compressor.

 

 

O filtro antipólen é o de fácil acesso e um item muito comum de troca em oficinas. Seu acesso é pelo lado do passageiro no final do console, junto á caixa de ventilação, para retirá-lo é necessário retirar dois parafusos PHILLIPS. Sua troca é recomendada a cada 6 meses, dependendo do uso.

Este modelo vem equipado originalmente por um filtro de cabine com uma manta de carvão ativado, que tem como um dos objetivos reduzir odores do ar que passam por ele (catalizador). Geralmente no mercado eles são substituídos por filtros comuns sem carvão ativado, o que os torna menos eficazes, porém mais baratos.

 

O sensor de temperatura do evaporador tem seu acesso próximo do filtro antipólen, porém o acesso a ponta do sensor, só removendo a capa do painel. Este sensor eventualmente pode apresentar problemas fazendo com que os intervalos de ligar e desligar o compressor fiquem mais maiores, reduzindo a eficiência do sistema.

 

 

 

O sistema de ar quente não possui válvula de ar quente (torneira). A regulagem de ar quente é feita apenas por uma portinhola (DAMPER) acionada por cabo de aço do painel de comando. (os modelos anteriores eram equipados com válvulas de ar quente “torneira”, que apresentavam muitos problemas).

O ar quente pode e deve ser acionado junto com o ar condicionado para se obter uma regulagem da temperatura interna.

 

Para acessar o ventilador interno em caso de substituição, é necessário remover o painel e abrir a caixa de ventilação.

Para limpar a caixa evaporadora também é recomendado abrir esta caixa.

O acesso ao resistor da ventilação é por dentro do carro, por baixo do porta luvas junto a caixa de ventilação, o terminal pode derreter ou o fusível térmico pode queimar, afetando o funcionamento da ventilação.

 

 

Um componente que eventualmente vaza é o radiador de ar quente, para trocá-lo não é necessário remover o painel, ele sai pala lateral da caixa de ventilação próximo ao pedal de acelerador.

 

 

Rua 2500, n° 1236 (esq. c/ Marginal Leste) Bairro: Centro | CEP: 88330-396
Balneário Camboriú - Santa Catarina – Brasil
Fone: 47 3264-9677 - ishiar@gmail.com
Desenvolvido por Aqui Cursos - Soluções para Web